terça-feira, 30 de junho de 2009

Beck

Voltei a ouvir Beck como antes. Na dele, discreto e talentoso na medida certa. Café o dia inteiro por hoje. Isso aqui tá parecendo um agendão, prometo que o ócio acaba nas férias.

Aê, mano is at home!

Salve os truta!

J.M





Del Miranda


Uia!

menina linda


sp terror


Até 02 de julho, as luzes da Avenida Paulistas brilharão mais forte nas salas da Reserva Cultural. As telas do cinema serão tomadas pelo que há de mais fantástico: São Paulo tem um novo Festival, o SP Terror – Festival Internacional de Cinema Fantástico.Veja a programação completa em http://spterror.com/


R$ 13 (inteira) / R$ 6,50 (meia)Passaporte: R$50 (Vale para 10 filmes, exceto para a abertura e encerramento)


Reserva Cultural

Avenida Paulista, 900. Térreo Baixohttp://www.reservacultural.com.br/

I Wanna Make It Wit Chu







Férias!

quarta-feira, 24 de junho de 2009

laurie lipton - the disasters of war


inna rub a dub style


Mail do Daniel Ganjaman:
SELECTAH COLETIVA apresenta
INSTITUTO & CONVIDADOS
Inna Rub a Dub Style!
Após 3 anos de existência, a Seleta Coletiva inaugura uma nova fase, trazendo uma temporada do shows da formação flutuante da banda INSTITUTO, sempre com convidados diferentes. Nessa primeira edição da temporada, THALMA DE FREITAS, CURUMIN e FLORA MATOS cantam alguns clássicos da música Jamaicana, além de outras versões em ritmo de Reggae. No repertório, Max Romeo, Sister Nancy, Jacob Miller, 3 na Massa e muito mais! A noite ainda conta com a seleção musical de Daniel Ganjaman e DvBz.
____________________________
Quando_Quinta, 25/06 - a partir das 23hs
Onde_Studio SP -Rua Augusta, 591 CENTRO
Quanto_25$ Porta / 15$ Lista (
studiosp@studiosp.org)


__________________________


Daniel Ganjaman: Teclados, Arranjos e Vocal
Curumin: Bateria e Vocal
Rian Batista: Baixo
Junior Boca: Guitarra
Edy: Trombone
Gustavo:Trompete
Fernando Bastos: Sax Tenor
Beto Apinéia: Percussão e Bateria

studio





ffffound




a melhor, a cara da molecada ganha!



dueto




Um dos duetos mais lindos da mpb, sem dúvidas. Letra e voz de arrepiar, Chico Bê sempre em sua melhor forma. Ócio criativo estacionou, espero que passe logo, tudo sulgado pelos textos e trampos. Por um bom tempo ouvindo novamente tudo que sai da terra do mangue, e claro, Chico B, no bruto.

J.M






"Danem-se os astros, os autos, os signos, os dogmas
Os búzios, as bulas, anúncios, tratados, ciganas, projetos
Profetas, sinopses, espelhos, conselhos
Se dane o evangelho e todos os orixás
Serás o meu amor, serás, amor, a minha paz
Consta na pauta, no Karma, na carne, passou na novela
Está no seguro, pixaram no muro, mandei fazer um cartaz
Serás o meu amor, serás a minha paz
Consta nos mapas, nos lábios, nos lápis
Consta nos Ovnis, no Pravda, na Vodca"

quarta-feira, 17 de junho de 2009

sinal fechado

Olá, como vai ?
Eu vou indo e você, tudo bem ?
Tudo bem eu vou indo correndo
Pegar meu lugar no futuro, e você ?
Tudo bem, eu vou indo em busca
De um sono tranquilo, quem sabe ...
Quanto tempo... pois é...
Quanto tempo...
Me perdoe a pressa
É a alma dos nossos negócios
Oh! Não tem de quê
Eu também só ando a cem
Quando é que você telefona ?
Precisamos nos ver por aí
Pra semana, prometo talvez nos vejamos
Quem sabe ?
Quanto tempo... pois é... (pois é... quanto tempo...)
Tanta coisa que eu tinha a dizer
Mas eu sumi na poeira das ruas
Eu também tenho algo a dizer
Mas me foge a lembrança
Por favor, telefone, eu preciso
Beber alguma coisa, rapidamente
Pra semana
O sinal ...
Eu espero você
Vai abrir...
Por favor, não esqueça,
Adeus...


Paulinho da Viola, o cara

J.M

Conjunto Seleções

Saindo do forno, o quarteto Conjunto Seleções faz sua estréia na noite paulistana. Sorte, descoberta das boas!

Greta Garbo, Audrey Hepburn, Mickey Mouse, Estado Novo, a primeira vitória da Mangueira: pela década de 1930 passaram acontecimentos que influenciaram a música daquela e de outras épocas. Para resgatar um pouco o charme e a elegância da década, sem deixar de lado a malemolência nacional, surgiu o Conjunto Seleções com muito swing-jazz . Entre os compositores que aparecem no repertório do quarteto estão Duke Ellington, Django Reinhardt e Cartola. Músicas tradicionais norte americanas como "Tonight you belong to me" e "After you've gone", regravadas por diversos artistas, também entram em cena. Sem contar o trabalho de músicos influenciados pela sonoridade da época, como Andrew Bird e seu violino louco ou alguma marchinha de Caetano Veloso. Música para ver e ouvir com suspensórios, short e bigode ou um elegante e refinado vestido decotado nas costas.

Música de Bolso


you can


Ensaio


terça-feira, 9 de junho de 2009

Couch Surfing


Imagine a seguinte cena : Você pega um avião, horas viajando, atravessa o oceano, chega em solos estrangeiros, cansado e ao mesmo tempo muito curioso com todas as novidades. Pega o metrô, chega na residência onde seus anfitriões o esperam, joga a mochila de lado e deita para descansar do dia num sofá, sim, um sofá, não parece muito relaxante? Esse será o seu abrigo nos próximos dias de aventura.

A novidade da vez é o Couch Surfing (“surfando no sofá” ao pé da letra), uma comunidade virtual, que segundo o site oficial abriga mais de um milhão de membros, espalhados por 232 países, que topam receber hóspedes sem cobrar nada em troca.
“Decidiu viajar, não quer gastar muito dinheiro, ou simplesmente está afim de um roteiro diferente, culturalmente vivo, essa é a escolha” afirma a estudante Renata Pinto, 19 anos, que já foi parar em três sofás diferentes na Europa pelo programa. “Não é necessário oferecer sua casa primeiramente, só se quiser”, aponta Renata como uma das vantagens.

O Couch Surfing, criado nos Estados Unidos, possui mecanismos para diminuir os riscos dos viajantes terem surpresas desagradáveis chegando ao destino escolhido. No ato do cadastro no site, é obrigatório informar a identidade, alguns dados pessoais e o endereço completo. Feito isso e com tudo correto, os internautas podem ver as fichas dos futuros anfitriões, podendo comentar na página as referências sobre a pessoa. Os surfistas com o selo de “embaixador”, são os veteranos, de extrema experiência em alojar os gringos em casa.


Rafael Bernard, economista, 25 anos, descobriu a comunidade através de um amigo e visitou mais de 15 países pelo programa, “É muito legal, eu estou acostumado a fazer mochilão, e o termo “sofá” é simbólico, às vezes rola uma cama, colchão, nunca tive nenhuma dor de cabeça com esse tipo de viagem”, ressalta Bernard. Considera a troca de costumes e informações a maior vantagem da programação, e como lembrança preferida, guarda a viagem de Israel. De curioso,conta que quando estava em Praga, como passava o dia inteiro na rua, a família que o hospedava, mudou de endereço, sem avisa-lo “Cheguei em casa e tudo estava vazio, bateu um desespero, a sorte é que eles se mudaram para a rua de cima, com a correria, e como tinha chegado a pouco, esqueceram de me avisar, no final deu tudo certo”, diverte-se agora Rafael.

Segundo o CouchSurfing.org, os destinos mais procurados pelos turistas são Paris e Londres, nessa ordem. O empresário e dono de uma agência de turismo no interior de São Paulo, Flávio Miranda, diz que cada vez mais aumenta o número de jovens que procuram mochilões ou viagens alternativas como o C.S, por serem mais baratas e proporcionarem um contato direto com o cotidiano e a população local. Flávio está acostumado a fazer as malas constantemente e a receber estrangeiros no seu sofá, passaram pela sua casa mais de 50 pessoas, de todas as nacionalidades.
“As pessoas estão interessadas em conhecer outras realidades, fazer amigos e tudo isso sem pagar pela estadia, bem bacana”. Miranda considera educação e respeito os principais aliados para uma boa convivência nesse tipo de trip . “Diversão, cultura, novos amigos e adrenalina, não têm como não dar certo as férias.”

www.couchsurfing.org

Júlia

............................

jukebox: Just singing a song - Neil Young

Nem preciso falar, é nóis no sofá!


Davi

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Top 5, só as de amor benzinho

Achados de fds: A série de DVD's do Chico Buarque em promoção, diversão para a semana inteira. Declarada minha paixão pelo carioca, começo aqui meu Top 5 Chico Bê. O primeiro, só as canções de amor, Chico Love Style, pode crê, namorar ou curtir uma fossa ao som do cara é de arrepiar.

Top 5 : O amor é importante, porra

1- Eu Te amo
2- Samba e Amor
3- João e Maria
4- Atrás da Porta
5- O que Será



J.M


Otto



Acabo de comprar uma tv a cabo
Acabo de entrar na solidão a cabo
Acabo de cair no 16 a cabo
Acabo me tornando usuário
Do 12 pro 57 é um assalto
É um assalto

Só não caí
Porque sou nordestino
Bem alimentado, 171

Orra Cabra!

Miru Kim


A peladona das fotos é a americana Miru Kim, autora e modelo da série Naked City Spleen, onde aparece em várias e curiosas locações abandonadas de New York.Tudo vira inspiração para a mina, estação de metrô, túneis, aquedutos, fábricas, hospitais, etc.
Arte urbana no melhor erotismo!

Saca essa Miru Kim
J.M




è

Felicità è : pane, amore e vino.

Budismo Moderno

Tome, Dr., esta tesoura, e... corte
Minha singularíssima pessoa.
Que importa a mim que a bicharia roa
Todo o meu coração, depois da morte?!
Ah! Um urubu pousou na minha sorte!
Também, das diatomáceas da lagoa
A criptógama cápsula se esbroa
Ao contato de bronca destra forte!
Dissolva-se, portanto, minha vida
Igualmente a uma célula caída
Na aberração de um óvulo infecundo;
Mas o agregado abstrato das saudades
Fique batendo nas perpétuas grades
Do último verso que eu fizer no mundo!
Augusto dos Anjos

ok


terça-feira, 2 de junho de 2009

Novos Baianos

Vou mostrando como sou
E vou sendo como posso,
Jogando meu corpo no mundo,
Andando por todos os cantos
E pela lei natural dos encontros
Eu deixo e recebo um tanto
E passo aos olhos nus
Ou vestidos de lunetas,
Passado, presente,
Participo sendo o mistério do planeta


O tríplice mistério do "stop"
Que eu passo por e sendo ele
No que fica em cada um,
No que sigo o meu caminho
E no ar que fez e assistiu
Abra um parênteses, não esqueça
Que independente disso
Eu não passo de um malandro,
De um moleque do brasil
Que peço e dou esmolas,
Mas ando e penso sempre com mais de um,
Por isso ninguém vê minha sacola