quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Drink Coffee


Del Fuego

Existe um único sentimento,

que dele saem outros. Feito a ilusão das sete cores que traz o espectro solar, essa evocação obsedante. De modo que o amor é transparente, luz não é cor. De modo que amor não é do jeito que chamamos, ele não vem. Ele fica lá. Amor é uma distância, o intervalo entre nós e seu centro. Ficamos longe porque se orbita sendo menor que a força. Estamos em órbita pra seguir o ritmo, não pra ditá-lo. Se amar, não se mova.


Andréa Del Fuego


jukebox: Men at work- Land down under, Crássico!

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Referências e interferências




Mãe, Deus, Klint, Miró, vinho, Manoel de Barros, Mutantes, pôr-do-sol, Chico Buarque, José Saramago, Frank Miller, Mafalda, Quino, Pedro Almodóvar, Ella Fitzgerald, maracujá, praia, tênis, Pearl Jam, biscoito de nata, viagens, Pablo Neruda, Quentin Tarantino, “Dançando na chuva”, Noel Rosa, Vinicius de Moraes, Bonequinha de luxo, Gaudí, Grupo Galpão, Björk, dança contemporânea, galerias, Roy Lichtenstein, Berlim, inspiração, gatos, café, São Paulo, andar a pé, Nina simone, chinelos, João Gilberto, Francisco, Pixinguinha, samba, Tropicália, guitarras, Bob Dylan, decotes discretos, Nação Zumbi, camisetas, Abril Despedaçado, On the Road, Jeep, semiótica,, notas musicais, física, David Bowie, Fellini, idiomas, David Lynch, cabelos soltos, olhar, tatuagem, Beatles, Billie Holiday, Miles Davis, Eduardo Coutinho, música “Tô” de Tom Zé, Edith Piaf,Maracatu, Pizza, Revolução, Fernando Pessoa, Buena Vista Social Club, Vó, a janela ao lado, Pernambuco, Monet, manguebeat, sertão,Dali, Cinema alemão, amigos, fotografar, The Doors, Cinema, mulheres fortes, limonada, Téo, Tom Jobim, Beethoven, Gabriel García Márquez, Arianao Suassuna, cordel, folia, Walter Salles, fechar os olhos num abraço, teatro, gibis, bolo de cenoura, boteco, carnaval, sorisso de alguém que não se vê há tempos, bossa nova, lugares novos, tempo, palavras francesas, graffiti, moda urbana, chuva e sono, New York, pão na chapa, garotos bonitos e amor, sempre amor.
J.M

Misturando

Para uma tarde quente, um sol escaldante, um dia lindo no Pantanal, eu imaginei como seria uma banda perfeita, com talentosos músicos, para fazer música no ouvido nesse momento maestral, esse de tarde quente, pôr-do-sol, calor e um abraço de quem se gosta.

A saborosa sensação auditiva:

Curumin - Cavaco
Lucas Martins - Baixo
Fernando Catatau - Guitarra
Mauricío Takara - Bateria e samplers
Maecelo Jeneci - Teclados
Bruno Buarque - Percussão
Bidu - Trompete

Participação especial em algumas faixas:

Os garotos percussivos da Nação Zumbi - Alfaias
Siba - Rabeca
Lúcio Maia - Guitarra

Vocais : Cibelle, Céu, Du Peixe, Arnaldo Antunes, Rita Lee, Hélio Flanders, Marcelo Camelo, Nina Becker, Lirinha, Rapping Wood, Curumin, Iara Rennó, Fabiana Cozza e Otto.

Produção musical : Apollo Nove, Ricca Amabis e Junio Barreto.

Uma mistura que daria certo!

Boa música!

J.M

Geanine Marques




Seu som é algo viciante


J.M

Teoria do Caos


Teoria do caos

A idéia central da teoria do caos é que uma pequenina mudança no início de um evento qualquer pode trazer conseqüências enormes e absolutamente desconhecidas no futuro.

Teoria do Caos, para a física e a matemática, é a hipótese que explica o funcionamento de sistemas complexos e dinâmicos. Em sistemas dinâmicos complexos, determinados resultados podem ser “instáveis” no que diz respeito à evolução temporal como função de seus parâmetros e variáveis. Isso significa que certos resultados determinados são causados pela ação e interação de elementos de forma praticamente aleatória.
Além disso, mesmo que o número de fatores influenciando um determinado resultado seja pequeno, ainda assim a ocorrência de resultado esperado pode ser instável, desde que o sistema seja não-linear.
Mesmo que os resultados de sistemas determinísticos apresentem uma grande sensibilidade a perturbações, ruídos e erros, o que leva a resultados imprevisíveis ou aleatórios , ocorrendo ao acaso.

O que as pessoas pensam que é acaso, na realidade, é um fenômeno que pode ser representado por equações.

Os cálculos envolvendo a Teoria do Caos são utilizados para descrever e entender fenômenos meteorológicos, crescimento de populações, variações no mercado financeiros, movimentos de placas tectônicas entre outros.


Interferências










Jukubox: Dennis Brown - "Man Next Door"
J.M

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Frevo do mundo


01-Eddie - é de fazer chorar
02-João Donato - fogão
03-Céu e 3 na Massa -frevo da saudade
04-Mundo Livre SA - metendo antraz
05-Orquestra Imperial - o dia vem raiando
06-China e Sunga Trio - Oh, bela!
07-Ortinho - só presta quente
08-Siba e a Fuloresta - os melhores dias de minha vida
09-Cordel do Fogo Encantado - saudade
10-Isaar de França - paraquedista
11-Flor de cactus - inquenta muié
12-Edu Lobo - Recife (frevo n.1)
13-Erasto Vasconcelos - papel crepon
14-Orquestra Popular da Bomba do Hemetério - cabelo de fogo

Perfeito!

Produção da Candeeiro Records, selecionado pelo Programa Petrobras Cultural, ele bem que poderia estampar na capa o nome do time de artistas reunidos para imprimir sua visão sobre o frevo. Mas, com encarte modesto e de bela arte de Valentina Trajano, ele deixa a surpresa como elemento fundamental para quem, por acaso ou intencionalmente, passar o ouvido por alguma das 14 faixas do repertório. É o tradicional frevo de Capiba, Luiz Bandeira e Aldemar Paiva, apresentados pela Orquestra Imperial, Mundo Livre S/A, Eddie, China, Siba e a Fuloresta, Erasto Vasconcelos, Edu Lobo, João Donato, Isaar, Cordel do Fogo Encantado, 3 na Massa, Flor de Cactus e a Orquestra Popular da Bomba do Hemetério (OPBH).O projeto tem produção do baterista da Nação Zumbi, Pupillo, mas a forma de gravação foi não-linear, com os músicos convidados gravando em estúdios diferentes. Esse modelo de quebra-cabeça acaba dando ao formato canção uma importância superior ao conceito de álbum.


Lindo! Récifeeee, sempre é nóis! Amo! Terra amada!


jukebox: Podcast Nordeste Independente!


J.M



domingo, 16 de novembro de 2008

Miller


Lendo ineterruptamente Frank Miller.

jukebox: Sem Você - Arnaldo Antunes


J.M



Saramago, é nóis


SARAMAGO ESCOLHEU O BRASIL PARA O LANÇAMENTO DO SEU NOVO LIVRO. VENHA AGRADECER PESSOALMENTE.

É o que se lê em letras grandes nas propagandas dos jornais. Fala sério né? Amo Saramago! Seu modo de escrever, seu ponto de vista crítico, tudo, tudo! Estou começando a ler seu último! Saramago, é nóis!
Lançamento mundial do novo livro "A viagem do Elefante", com presença do autor e leitura por Sandra Corveloni. Quinta-feira, 27 de novembro, às 20h30 no Sesc Pinheiros ( Teatro Paulo Autran - Rua Paes Leme, 195)
Retirada gratuita de até dois ingressos por pessoa, pelo sistema INGRESSOSESC, a partir das 10h do dia 21/11. Teatro Paulo Autran.


Preciso!

"Saramago, tudo bem? Uma dedicatória, meu nome é Júlia" a única frase que vou conseguir falar pra ele!


jukebox: Baby Scream - The Cure


J.M

Virada Esportiva




Virada Esportiva 2008

E aí, já virou?

Começa hoje dia 15 a virada esportiva de São Paulo, a programação que prevê a prática de dezenas de modalidades vai até as 14h de domingo (16). Fazer com que os paulistanos tenham 24 horas de adrenalina, celebrando esporte, a atividade física e a qualidade de vida.nesta edição da Virada os participantes terão acesso gratuito e poderão escolher entre 700 eventos em 383 locais. A abertura oficial será no Sambódromo do Anhembi, onde o espaço está montado para a prática de esportes radicais durante 24 horas.

Uma "Balada Esportiva" também está programada, com atividades no escuro, sob luzes de néon.Baseada no conceito da Virada Cultural, já estabelecida em São Paulo há 4 anos, a Virada Esportiva transforma clubes, parques, ruas e outras áreas da cidade em verdadeiros centros esportivos, com atividades gratuitas e que contagiam a população madrugada adentro. São Paulo se transforma na maior arena esportiva do mundo.

Massa! Os principais eventos:

  • Arena da Juventude Radical
  • Balada Esportiva: Serão praticados paintball, basquete e futebol com iluminações similares às de uma casa noturna.
  • Revezamento de 24h de natação
  • Guinness Book
  • Skate no Museu: Competições como a Copa Independência de Slalon e o Carveboard ocorrerão no Parque da Independência.
  • Remo Ecológico
  • Guarapiranga Radical
  • Clínica Olímpica de Atletismo
  • Final do Brasileiro de Motovelocidade
  • Viradinha Esportiva
  • Street Basket International
  • Acqua Point :Na piscina olímpica do Estádio do Pacaembu serão praticados surfe, mergulho livre e até um festival de barrigada.
  • Arena da Superação
  • Ayrton Senna Racing Day
  • Corrida e Caminhada da Sustentabilidade
  • Desafio do Mequinho
  • Futebol e Samba
  • Futebol do Rock
  • Golfe no Parque
  • Virada Noturna de Bike :Bicicletas cruzarão a cidade desde a noite de sábado até manhã de domingo, traçando o seguinte caminho: Parque das Bicicletas, Parque do Povo, Centro Histórico, Museu do Ipiranga, Ponte Estaiada e Estádio do Pacaembu. Largada: sábado, às 20h, no Parque das Bicicletas. Chegada: domingo, às 8h, também no Parque das Bicicletas.
  • Velocidade na Madrugada :Durante a madrugada o Viaduto do Chá e a Rua Líbero Badaró se transformarão em uma pista de kart.
  • Meia Maratona de Revezamento do SESC

Esporte, geração saúde, tudo bem legal! Rolê de bike noturno, remo ecológico, esportes radicais, mergulho, velocidade no chá, basket, skate no museu,tudo massa! Mas o que rola mesmo hoje a noite? Um boteco, uma boa cerveja, caipirinha, roda de amigos, risadas, conversas e um bom samba no ouvido até amanhecer. Hoje eu to pra isso, amanhã ... ah, amanhã a gente sai pra correr e andar de bike!

Boa iniciativa do Governo! E eu como sempre, uma paulistana apaixonada por esse caos de cidade, São Paulo te amo! que lindo!

Jukebox: Na fase Baden Powell, agora: "Até Eu" / Baden Powell, Originais do Samba e Márcia- "Carinhoso".



"Ah se tu soubesses como sou tão carinhosa
E o muito, muito que te quero
E como é sincero o meu amor
Eu sei que tu não fugirias mais de mim

Vem, vem, vem, vem
Vem sentir o calor dos lábios meus a procura dos teus
Vem matar essa paixão que me devora o coração
E só assim então serei feliz
Bem feliz"

J.M


sábado, 15 de novembro de 2008

Confraria das sedutoras


Caso acolha meu achego
Que antes diga derradeiro adeus
Sobre a encosta do meu peito vago
A delicada embriaguez do corpo teu

No meu corpo só
No teu corpo o meu
O meu corpo só
No teu

Arrepiou com um toque só
Derramou molhado o dom
Do meu olho então afasta
Em leve fuga, doce guia

Mas vai
E antes de ir embora leva
Leva bocado de mim
Leva bocado de mim

No meu corpo só
No teu corpo no meu
No meu corpo só
No teu corpo o meu
No meu corpo só
No teu corpo o meu
No meu corpo só

Junio Barreto

Junio Barreto na versão Céu! Projeto 3 na Massa, confraria das sedutoras!só a mulherada, as fêmeas sonhadoras no vocal, dando voz e vida nas canções! Sou totalmente viciada nessa música, como que pode, não canso de escutar, Junio Barreto a lá Céu, linda!


J.M




Sou



1. Téo e a Gaivota
2. Tudo Passa
3. Passeando
4. Doce Solidão
5. Janta
6. Mais Tarde
7. Menina Bordada
8. Liberdade
9. Saudade
10. Santa Chuva
11. Copa Cabana
12. Vida Doce
13. Saudade
14. Passeando

Sou, ou Nós, dependendo do ângulo que se vê a capa do disco ( arte feita pelo poeta Rodrigo Linares), estréia solo do grande Marcelo Camelo. Com participações de Mallu Magalhães, Rob Mazurek, Clara Sverner, Dominguinhos e o sexteto paulistano sonoramente perfeito do Hurtmold. Produzido, musicado e letrado pelo próprio Camelo , não tem como parar de ouvir, tá maestralmente lindo!

J.M




Mônica Salmaso


Show lindo demais, Mônica Salmaso . No começo intimista, tímida, depois pulsa como só ela no palco. Linda , com uma voz possante, inteligência rítmica e carismática . Conheci seu trabalho anos atrás quando vi aquela moça com olhar poético que cantava no filme “Vinícius” de Miguel Faria Jr. Mônica dexa qualquer um emocionado com sua voz. Nesse show Mônica Salmaso – Noite de gala, samba na rua , uma homenagem a Chico Buarque. Como a própria disse no palco “ Escolher apenas 15 músicas do Chico, me parecia impossível”.

Ela , que é acompanhada do incrível grupo Pau Brasil , que surgiu no cenário paulistano em 1979 e desde a sua formação é referência da música instrumental por sua qualidade e pioneirismo na absorção e expressão da linguagem jazzística brasileira.

A trajetória internacional do grupo é pontuada por várias tornées pelos Estados Unidos, Japão, e Europa, tendo o grupo participado de alguns dos mais prestigiosos Festivais de Jazz, como os de Paris e Nancy (França), Willisau (Suiça), Freiburg (Alemanha), Sardenha (Italia), Norwich (Inglaterra), Molde (Noruega ) e outros.

Ao longo de seus 25 anos de som, mais de 20 músicos passaram por suas diversas formações, como os saxofonistas Roberto Sion e Hector Costita, o acordeonista Toninho Ferragutti, a cantora Marlui Miranda, os tecladistas Lelo Nazário e Cristovão Bastos, e os bateristas Azael Rodrigues, Nenê, Bob Wyatt e José Eduardo Nazário.
Hoje o Pau Brasil integra Nelson Ayres, Paulo Bellinati, Teço Cardoso, Rodolfo Stroeter ( bárbaro) e Ricardo Mosca.


Ela dança, faz graça, sorri toca e se diverte, o palco é todo dela.
Destaque para a versão de “Construção”, “Você, você”, “Ciranda da bailarina”, “Partido Alto”, a declamada “Beatriz” apenas na voz e piano Nelson Ayres e a “Moda do Pau Brasil”.

Lindo!

jukebox: Guns of Brixton - The Clash

J.M








Vitrola


Na vitrola por esses tempos: Elis Regina, Cordel do Fogo Encantado, Nação Zumbi, Marcelo Camelo, Vive La Fête, Seu Jorge, Cérebro Eletrônico, Mônica Salmaso, Céu , Curumin, Tom Jobim, Chet Baker, Billie Holiday, Gotan Project, Chemical Brothers, Bob Marley, Lenine , Bonsucesso Samba Clube, Funk Como Le Gusta, Rappa, Fernanda Takai, Maria Bethânia, Julieta Venegas, Hurtmold, Ana Cañas, Dimitri Pellz, Dona Zica, Do Amor, Cat Power, Feist, Frank Sinatra, Norah Jones, Pearl Jam, Cartola, Buena Vista Social Club, Baden Powell, Stone Temple Pilots, Mamelo Sound System, Sonantes, 3 na Massa, Radiohead, Instituto Coletivo e M. Takara.
....
J.M

Bipolaridade

A bipolaridade do ser humano é algo incrivelmente divertido. Desde o começo desse ano tenho esbarrado com muitas pessoas que a palavra que mais se encaixa no perfil é a de bipolar. Disse no inicio do texto divertido né? Pode-se se juntar também o assustador, divertido porém assustador. E essas pessoas estão em todos os lugares, trabalho, faculdade, botecos, shows, museus, no parque, cinema, em tudo. É simples assim : Você conhece uma pessoa, acha gente fina, começa a trocar idéias, marcam de sair, começam a se encontrar, a criar um clima de amizade e derrepente ... Jésus, a bipolaridade ataca. Pessoas levemente estranhas. Digo sempre que tenho medo do ser humano. Desde o último surto bipolar jurei que só seria amiga de plantas e parafusos. Difícil. Amizade quando rola legal, é o conjunto de respeito, carinho, confiança e claro as diferenças, o que equilibra um relacionamento, seja ele qual for.
A real é que o mundo está lotado de pessoas esquisitas, algumas são esquisitas e legais. Conhecer gente nova e interessante é prazeroso e ótimo. Seguro sempre na mão desse tipo de gente que passa pelo meu caminho, sabe, aquele amigo que você tem a sorte de em algum momento da sua vida ter encontrado, aquele que você vai lembrar pra sempre, mesmo com as distâncias geográficas? Desse tipo de amizade. Diferenças existem, chatices e tudo mais, mas quando gostamos de alguém, nos sentimos a vontade e na mesma vibe a palavra que marca é a tal da amizade, sincera, claro.

Manifesto contra os bipolares e temperamentais! Sai fora!


jukebox: Manhã de Carnaval - Baden Powell

J.M

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

No music day


Instituto


Instituto Coletivo! aê é nóis! Selo de qualidade, os caras são produtores, trilham filme, fazem um som e ainda são responsáveis por baladas memoráveis na cidade de São Paulo.Respeito total adoro. O som que ultimamente não sai da playlist? Hurtmold, outro som do cenário paulista, aliás, um dos melhores barulhos de instrumental no Brasil. Isso fica comprovado no cd de carreira solo do Marcelo Camelo, a banda que ele escolheu para acompanhá-lo é o Hurtmold. Depois de ouvir compulsivamente esse cd fim de semana, fiquei encantada com a sonoridade, a beleza das letras ( Marcelo sempre regassa) e a marca dos meninos do Hurtmold que fica evidente nas músicas.
Ontem ao som de muita Janis Joplin, Metallica , Rappa, agulhas , desenhos e um pouco de dor, saiu as duas tatuagens!

Feriado próximo a balada da vez com certeza é Creamfields Brasil 2008, em BH, para todos que curtem uma boa música eletrônica. A edição 2008, a décima da história do megaevento, será realizada em 12 países, além do Brasil, incluindo Espanha, Polônia, República Tcheca, México, Malta, Argentina, Chile, Romênia e Peru. Depois de duas bem-sucedidas edições na capital mineira, Belo Horizonte será a única cidade do país a receber o festival itinerante. Gorillaz, Infected Mushroom e muito mais.




on my jukebox: Kyoto - Curumin


J.M

domingo, 9 de novembro de 2008

Grupo Corpo


Once


Once. Não sabia desse filme até o dia em que assistia a premiação do Oscar desse ano,e vi a apresentação dos "queridinhos" ao prêmio Glen Hansard e Markéta Irglová. Os dois, que além de cantar e compor a trilha, também são os atores principais do filme. Encantada. Assim que me senti depois de ouvir, e claro, eles levaram o Oscar de melhor canção. Fiquei numa instiga incontrolável para ver o filme com aquela música boa que não saia da minha cabeça. Enredo : Tudo se passa na Irlanda, um homem, talentoso músico que ganha a vida com seu violão nas ruas de Dublin e ajuda o pai em uma loja de aspirador em pó. Ela é tcheca que anda pelas mesmas ruas vendendo rosas para sustentar sua família e tem como hobby o piano. O acaso fez com que eles se encontrassem e a paixão pela música fará com que eles vivam uma experiência inesquecível.

Me apaixonei pela história quando li a sinopse. Passou o tempo e depois de mesês numa noite regada a Marcelo Camelo na playlist e muita pizza, assisti " Apenas uma vez". Lindo . O modo como foi filmado, com a câmera solta, focando os detalhes, os diálogos, como no lugar das falas entram as letras das músicas, cantada pelos próprios atores. Boas letras e ótimas melodias, como Glen Hansard me lembra Chris Martin vocal hero do Coldplay em diversas cenas, principalmente as cantadas a todo pulmão, com sua voz, gestos e caras. E Markéta Irglová? Linda e meiga, uma presença delicada e doce todo o momento. Como já sabia, amei. Uma história de amor tão intensa, poética e sutil e envolvente. Bela fotografia, cenário urbano Irlandês de tirar o fôlego, nas ruas, dentro de lojas reais, lanchonetes , ambientes nada cenográficos, o que transmite maior dose de realismo, mesmo tratando-se de um musical. Recomendo, a trilha, mestral, pra ficar no ouvido e na playlist. Uma sensação boa que fica depois que o filme acaba, talvez um clima de nostalgia. Para ver mais vezes.
..........
J.M




Falling slowly

I don’t know you
But I want you
All the more for that
Words fall through me
And always fool me
And I can’t react
And games that never amount
To more than they’re meant
Will play themselves out

Take this sinking boat and point it home
We’ve still got time
Raise your hopeful voice you have a choice
You’ve made it now

Falling slowly, eyes that know me
And I can’t go back
Moods that take me and erase me
And I’m painted black
You have suffered enough
And warred with yourself
It’s time that you won

Take this sinking boat and point it home
We’ve still got time
Raise your hopeful voice you had a choice
You’ve made it now
Falling slowly sing your melody
I’ll sing along

Markéta Irglová e Glen Hansard


quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Sergio Mello


centro de são paulo
à noite ou musa
maquiada sob
a chuva casacos
de inverno fedem
a dreadlocks
............o amor
é um telefonema
pra alguém ao ver
um desastre
aéreo na tevê
............enterro
regido das copas
das árvores em esgrima
de negros guarda
chuvas abertos centro
de são paulo
à noite a miopia
é a mãe da virilidade diz
a musa
urinando a tinta
que define o brilho
nos olhos das lebres
surpreendidas
............musa que está
no anônimo e último
hálito de bancade frutas impregnado
nos bocais
dos orelhões nos músculos
eqüinos de um andarilho
tardio num pêssego novo
no ato de lhe escapar
a correia de um
dos chinelos quando
não era aguardada
............a pressa


Sergio Mello
jukebox: Hoje, amanhã e depois - Nação Zumbi